Obsolescência Programada

  • 0

Obsolescência Programada

A Obsolescência Programada é uma das grandes responsáveis pelo aumento do consumo e da geração de lixo. Impõe a logística do “comprar, quebrar, comprar, quebrar, comprar,…” 

Obsolescência Programada são os produtos fabricados com a intenção de rapidamente se tornarem inúteis e ultrapassados. É também denominada obsolescência planejada, que é quando um produto lançado no mercado se torna inutilizável ou obsoleto em um período de tempo relativamente curto de forma proposital, ou seja, quando empresas produzem mercadorias para que sejam rapidamente descartadas e forçam o consumidor a comprar nova mercadoria.

Obsolescência Programada

Esse fenômeno é associado ao processo de globalização, entretanto, o seu início pode estar indexado à Grande Depressão de 1929. Durante a profunda crise econômica que marcou esse período, diante de um mercado consumidor impotente, observou-se que haviam muitos produtos industrializados estocados e que não eram comercializados, comprometendo os cofres das empresas, aumentando o desemprego e, consequentemente, reduzindo o consumo e aumentando a crise. Perante isso, observou-se que produtos de alta durabilidade desfavoreciam a economia, pois reduziam o consumo. Entre os economistas norte-americanos, tornou-se popular o pensamento de que “Um produto que não se desgasta é uma tragédia para os negócios”.

O acontecimento mais citado por estudiosos, críticos e especialistas no assunto foi o cartel organizado por grandes empresas que produziam lâmpadas. Elas se organizaram para reduzirem o tempo de vida útil de uma lâmpada para aumentar a venda do produto. Sabe-se que a primeira lâmpada inventada durou cerca de 1.500 horas; no início do século XX, as lâmpadas tinham vida útil média de 2.500 horas. Após a Grande Depressão e a formação do cartel, o tempo de vida útil foi reduzido abruptamente para 1.000 horas.

No documentário “Comprar, tirar, comprar, produzido em 2011, na Espanha, dirigido por Cosima Dannoritzer, pode-se verificar tal fato. O caso é representativo de obsolescência técnica, quando as condições de uso do produto obrigam uma nova aquisição. Além desse tipo, existe também a obsolescência psicológica, quando o consumidor, mesmo tendo um produto em bom estado de conservação, resolve comprar um modelo mais atual, por ter novas funções e melhor aparência e desfazer-se do antigo. É o caso da troca de aparelhos de telefone celular, computadores, veículos, televisores, entre outros, a cada modelo atualizado ou a cada ano.

Obsolescência Programada

A empresa Apple, após o lançamento do iPad 4, foi processada pelo Instituto Brasileiro de Política e Direito da Informática por lançar esta versão poucos meses após ter colocado em circulação o iPad 3. Os usuários desse produto, diante do lançamento de uma nova versão que praticamente não apresentava diferenças técnicas, deram o seu produto por obsoleto e procuraram comprar a nova versão. Vale lembrar que essa não é uma ação de uma única empresa, mas uma tendência coletiva de mercado.

Feito para durar ou jogar fora?

O consenso entre os especialistas em tecnologia e mercado consumidor é estabelecer campanhas de contenção do consumo desenfreado, bem como a adoção de medidas que visem o combate à obsolescência programada por parte dos fabricantes. Isso porque tal processo pode trazer sérios danos ao meio ambiente, uma vez que mais consumo gera mais lixo, que tem de ser descartado, gerando problemas ambientais.

Outro caso de obsolescência programada são os produtos descartáveis. Copos, pratos, talheres, entre outros.

São levados em conta ainda os produtos fabricados com material de má qualidade com o propósito de durar menos para vender mais.

CURTA Adolpho Eletricista

Adolpho Eletricista – Seu Eletricista 24 horas em Santo André!

Eletricista residencial, predial, comercial e industrial.

Atendo região do ABC paulista, Grande São Paulo e Zona Leste do Estado de São Paulo.

11 96898.4344


About Author

Adolpho Eletricista

Proprietário da Empresa Adolpho Eletricista. Técnico Eletrotécnico e Eletrônico habilitado. Eletricista residencial, predial, comercial e industrial autônomo com 40 anos de experiência. Atuação na região do Grande ABC e Grande São Paulo. Instrutor de NR-10. Atendimento Personalizado. Garantia de bons serviços. Redator de artigos técnicos profissionalizantes.

Leave a Reply

Artigos

 

  • 0Visitantes online:
  • 18Visitas hoje:
  • 96Visitas ontem:
  • 2663Visitas no mês:
  • 285350Total de visitas:

Significado das Siglas

Desenvolvido por : TyttoSoft (11) 9466-02599